21 janeiro 2009

AS PRIORIDADES ECONÓMICAS DE OBAMA

Acabada a festa, hoje começa o trabalho para Obama e a sua equipa. Um trabalho que não se augura nada fácil. Debati as prioridades económicas de Obama numa entrevista à edição online do Expresso e da EXAME. Aqui está um excerto:
Quais são as prioridades na área económica da administração Obama?
ASP- As prioridades serão, certamente, estancar a crise financeira e combater a recessão. Apesar dos mercados estarem mais calmos, as repercussões da crise ainda se fazem sentir, de modo que, nos próximos meses, a Reserva Federal e a nova Administração terão de continuar a dar especial atenção ao sistema financeiro. Para tal, a segunda tranche do plano de resgate será utilizada brevemente.
Porém, a partir de hoje, a prioridade das prioridades será dada ao combate à crise económica. Nos próximos meses, nada dominará as atenções dos americanos como a recuperação económica e a luta contra a crise actual (a não ser que, claro, aconteça qualquer cataclismo inesperado).
Uma terceira prioridade, de longo prazo, será a luta contra as alterações climáticas, tornando mais "verde" a economia norte-americana.
O resto da entrevista está aqui. O artigo relacionado, da autoria de Sónia Lourenço, está aqui.

2 comentários:

Antonio disse...

Olá Alvaro

Não concordo nada consigo. Não sei qual será a melhor solução.
Mas estas soluções tipo D.Branca
(donde vêm as muitas centenas de biliões de dolares para estabilizar os mercados)vão rebentar numa enormérrima e desastrosa bolha que vai ter um preço muito alto.

Não se pode continuar a fazer mais do mesmo.


Antonio

Alvaro Santos Pereira disse...

OLá António

Obrigado pelo comentário. É possível que tal aconteça. No entanto, ficar de braços cruzados não é solução, pois o risco de uma recessão prolongada é considerável. Talvez uma maior ajuda às empresas poderia ajudar, mas o que será ou não eficaz é sempre discutível. No entanto, o que é certo é que o Estado tem de actuar para tentar estancar a crise.

Noutra nota, preciso de o contactar a propósito do meu novo livro. Será que me poderia mandar um email?
Obrigado

Alvaro