23 fevereiro 2009

I DON'T WANT TO BE A POOR FARMER

A situação na China continua a agravar-se e já há muitos que culpam abertamente o governo chinês por não fazer mais para atenuar o impacto da crise. Como já aqui falámos, estima-se que mais de 2o milhões de chineses já perderam os seus empregos no último ano. A frase mais ilustrativa da situação dramática vivida por milhões de trabalhadores chineses é: “I don’t want to go back to being a poor farmer." Nem mais.

2 comentários:

A.Teixeira disse...

E os milhões de trabalhadores chineses dizem aquilo tudo em inglês?

Aquilo é que é uma alfabetização eficaz em língua estrangeira!!!

Filipe Fitas disse...

Foi impressionante ver as imagens que passaram das estações de caminhos de ferro chinesas.

É incrível a disparidade de movimentos dentro da própria China.

Neste momento assiste-se a um novo êxodo rural por parte dos agricultores que sempre viveram no interior (vêem-se ultrapassados pelos grandes produtores e seduzidos pelas promessas de melhores condições nas metrópoles ouvidas nos últimos anos) e tentam vir para as grandes cidades atrás de trabalho.

Em sentido contrário, um êxodo urbano ainda mais volumoso de ex-camponeses que viveram nos últimos anos nos grandes meios urbanos, perderam os seus empregos e tentam retomar as suas vidas exactamente no ponto de partida... junto das suas famílias.