09 abril 2010

EVITAR A GRANDE DEPRESSÃO

Ben Bernanke defende que a acção pronta e concertada por parte das autoridades económicas e monetárias mundiais evitou que a economia internacional caísse numa nova Grande Depressão. Ou seja, apesar de a recessão ter sido bastante severa, se não fosse a intervenção das autoridades económicas dos diversos países, as coisas teriam sido bem piores. Para quem ainda tem dúvidas, vale a pena recordar este artigo, onde se comparam a Grande Depressão dos anos 1930 com a Grande Recessão actual.

3 comentários:

ZÉ DO TELHADO disse...

Caro Álvaro,

Não entendo esta comparação. Está a comparar épocas completamente diferentes, situações económicas e políticas mundiais completamente diferentes e sobretudo está a comparar algo que já passou e que terá sido inclusivé uma causa remota da 2ª guerra mundial e que está perfeitamente estudado e delimitado no tempo com algo que se encontra em pereita turbulência e que não imaginamos como irá terminar. Quem terá imaginado em 1931 que o desemprego que grassava na altura levaria à ascensão ao poder de Hitler que foi encarado como o salvador da Alemanha e que deu iniio à 2ª guerra mundial?

O senhor Ben Bernanke pode ser um grande economista e tirar uma boa radiografia do mundo actual, mas provavelmete não terá compreendido que o mundo não é uma radiografia mas sim um filme.

E para terminar informo-o que amigos meus me forçaram a criar um blog. Visite-o, nem que seja por uma vez, até porque eu expus lá a minha teoria da conspiração do deficite e falo lá não de Ben Bernanke mas dos muitos Bens Bernankes. http://ozedotelhado.blogspot.com

Abraço

Antonio

Anónimo disse...

Viva Professor,

Já não escrevia à bastante tempo no seu blog! Parabéns por ainda passados estes meses todos ainda continuar a colocar «posts» com enorme interesse...
Deixo aqui uma sugestão de leitura do semanário «The Economist» que falava da nossa economia, mais concretamente os PIIGS (Portugal, Ireland Italy, Greece, Spain). Os países que muito provalvelmente vai ter grandes revoltas sociais nos próximos 5 anos!
É um «post» muito interactivo, bastante ilucidativo da situação extremamente grave onde estamos metidos.
http://www.economist.com/world/europe/displayStory.cfm?story_id=15838029

Cumprimentos,

Fonseca Fernandes, Esposende

Alvaro Santos Pereira disse...

Caro Zé do Telhado,

A comparação tem sido feita por vários analistas, pois, assim como poderá ver no link que recomendo, os indicadores dos dois períodos são muito parecidos. A grande diferença foi a resposta das autoridades económicas. E por isso, vale a pena comparar para vermos o que se fez bem e mal na crise actual. Obrigado pelo link do seu blog, que irei certamente visitar.

Caro Fonseca Fernandes,

Obrigado pelas suas palavras simpáticas e pelo artigo. Muito interessante.

Abraço

Alvaro