28 abril 2010

SHAME ON EUROPE

O meu novo post no Portuguese Economy, no qual defendo que a culpa da crise actual não é só nossa, mas também da Europa.

4 comentários:

Augusto Küttner de Magalhaes disse...

Caro Álvaro

De facto, temos sido aqui no nosso "quintal" bastanteSSS tontos. Não é só de agora.....

Logo achei de imensa importância a realismo o seu artigo.

Mas a Europa, de União nada tem, e leaders= zero.

E se dizem hoje que o Lula é mais importante globalmente que Obama , um deles que venha até aqui à Europa, por um mês, arrumar as coisas, dado que por cá não há quem o saiba fazer.

um abraço

Augusto

Gi disse...

Tem razão, Álvaro, mas que direito tem a Europa de esperar liderança da Alemanha, e que autoridade tem a Alemanha para a oferecer? Ou já esquecemos a ambição de liderança alemã que levou às duas grandes guerras do século XX?

Nem a França nem o Reino Unido vêem com bons olhos uma hegemonia alemã declarada, nem a Alemanha deseja porventura assumir essa responsabilidade.

E quanto à União Europeia, pelos vistos não é o tratado de Lisboa que a consegue transformar numa organização coesa e credível.

Alfred the Pug disse...

Pois a Alemanhã que aguarde. A política do euro forte não a prejudica mas prejudicou os países do sul. Ora com os países do sul em maus lençois, a ver vamos se o superavit da balança comercial alemã é sustentável. Para mais, devem haver alguns países da Europa de Leste que acabem como os países do sul. O futuro decidirá...

antonio disse...

A Eurolândia está a desmoronar-se. Desde as fraudes dos referendos à moeda unica, tudo foi decidido sem qualquer ponderação e de uma forma muito pouco participativa. Os resultados estão à vista.

Requiem para a Europa.

Antonio