04 dezembro 2007

PORQUE É QUE SOMOS UNS MAL-EDUCADOS (1)

Foi hoje publicado o relatório PISA 2006, no qual se compara o desempenho educativo dos alunos de 57 países. A nota dominante é que Portugal continua abaixo da média da OCDE a nível de literacia cientifica e matemática. Na OCDE, abaixo de nós só a Itália e o México. Nenhuma novidade, portanto.Mesmo assim, interessa referir que nem todo o sistema educativo nacional é sofrível. Por exemplo, é interessante verificar que as escolas privadas nacionais atingem médias de desempenho global a literacia científica ligeiramente mais elevadas do que a média da OCDE!Em contrapartida, as escolas públicas têm um desempenho substancialmente inferior à média da OCDE. Ou seja, o nosso grande problema a nível da educação não é que não temos bons professores ou bons alunos. O problema é que as escolas públicas nacionais ainda deixam muito a desejar em relação da qualidade educativa. Deste modo, talvez tenha chegado a hora de nos deixarmos de ideologias e de preconceitos. As escolas públicas deveriam olhar para as privadas e tentar perceber o que é que as últimas fazem para terem um desempenho educativo tão superior.

ASP

1 comentário:

on disse...

Muitas escolas privadas seleccionam os alunos: podem dar-se ao luxo de recusar alunos problemáticos, só lá entra quem tem dinheiro para pagar.
Não queremos que as escolas públicas copiem as privadas nestes aspectos, pois não?

As escolas privadas estão livres da ideologia maoísta que domina o ministério da educação. Os sociólogos, psicologos e ensinilogos que por lá andam não querem ouvir falar em disciplina nas salas de aulas e na importancia do saber. Começaram por querer introduzir outros valores e acabaram por apenas se preocupar em se desresponsabilizar, fazendo todos os possíveis por ignorar a realidade. Daí resulta que os professores do ensino secundário têm de ensinar como uma mão atrás das costas.
Qualquer mudança terá de começar no ministério da educação.
Não sou professor do ensino secundário.