08 Junho 2011

EQUILÍBRIO ORÇAMENTAL

Independentemente de quem for o próximo Ministro das Finanças, é fundamental que o novo governo tenha o objectivo de alcançar o equilíbrio orçamental a médio prazo (dentro de 4 a 5 anos). Ou seja, défice zero até 2016, o mais tardar. Só assim é que poderemos credibilizar as nossas finanças públicas e só assim é que poderemos tentar evitar uma eventual reestruturação da nossa dívida. E só tínhamos a ganhar se anunciássemos esse mesmo objectivo já na cimeira europeia do final deste mês, pois o novo governo estaria a mostrar que se rege por critérios de exigência incomparavelmente mais elevados do que os governos anteriores, ganhando assim credibilidade aos olhos dos nossos parceiros europeus e dos próprios mercados financeiros.

3 comentários:

Anónimo disse...

Diria mesmo - défice zero até 2015!! Não há nada como mostrar ambição. Já credibilidade...

democracia participativa disse...

Défice zero com a actual classe politíca! Vá sonhando professor!

Miserere Dominus Meo (Box) disse...

a ver bamos
bona fides...

pró caso d'haver remodelação
freio electrónico ohmeudeusohmeudeus

ou d'alguém escrever algo

equi librium