23 outubro 2008

A CAIR NOVAMENTE

Os mercados retomaram a tendência de descida. Ontem o Dow Jones desceu quase 6% e hoje os mercados asiáticos têm estado a descer mais de 5%. Porquê? Porque o medo de uma recessão mundial continua a dominar o sentimento nos mercados.

2 comentários:

Antonio disse...

Interessante foram as declarações de Alan Greenspan ao senado. Confessou a sua ignorância. Disse que nem sequer imaginava que muitas das suas decisões pudessem ter as consequências que tiveram. Nomeadamente as enormes facilidades de crédito que ajudou a criar e que deram no que deram. Podemos até dizer que a economia americana já deveria estar em recessão há muito tempo, pois afinal andou a crescer com crédito envenenado.

Apesar de tudo fica bem aquele senhor confessar a sua ignorância e a confirmar que a economia está longe de ser numa ciência exacta.

É que muitos economistas de renome parece que se esqueceram disso e convencidos que tudo sabem perdem a noção da realidade e da principal regra que deveria nortear qualquer actividade humana.
O bom senso. Com os resultados que estão à vista.


Falando das bolsas e do capitalismo a elas associado fico triste de pensar que hoje em dia os Deuses passaram a ser o PSI 20, o DOW JONES, a EURIBOR, a Tx de Inflacção e a Tx de crescimento do PIB.

Ao contrário do Capitalismo do Sec.XIX e XX em que havia uma ligação sentimental dos empresários às suas empresas, hoje parece que se trata apenas de possuir activos em papeis e que se trocam por outros papeis com o objectivo unico de possuir mais papeis. Por isso há cada vez mais impressão que o que está a dar é ser especulador. Para coleccionar a maior quantidade possivel de papeis.
Nunca pensei dizer isto, mas de facto não me revejo neste capitalismo. Triste do homem quando a actividade que norteia a sua vida perde o rosto humano.

Para onde caminhamos, caro Álvaro?

Alvaro Santos Pereira disse...

Caro António,
Concordo inteiramente consigo. Aliás, nas primeiras lições que ensino aos meus alunos falo sempre disso, que a Economia não é uma ciência exacta e que há sempre surpresas. Quanto ao Greenspan, falarei sobre isso um dia destes

Abraço e obrigado

Alvaro