07 fevereiro 2011

UM PAÍS TECNOLÓGICO

Por de trás de toda a retórica que rodeia as reformas "modernizadoras" dos últimos anos, há estatísticas que não mentem. Esta é uma delas: a percentagem de famílias portuguesas com acesso à internet ainda está bem abaixo da média europeia e ainda mais abaixo da média da OCDE.

Gráfico_ Percentagem de famílias com acesso à internet
Fonte: OCDE (2010)

4 comentários:

Jamie disse...

É possível questionar esta estatística: Os dados obtidos são relativos a que período? Censos de 2001 com pequenas correcções ao longo dos anos? Esperemos os Censos 2011.

AG disse...

A mim parece-me perfeitamente provável, basta ter em conta que para além do pais estar mais pobre hoje do que á 10 anos atrás, o fosso entre ricos e pobres aumento ainda mais.

Anónimo disse...

Se analisarmos os dados presentes no site da Anacom, verifica-se que em 2010, Portugal estava na 21º posição do ranking da U27 para banda larga fixa, e, paradoxalmente, em 5º lugar para modalidade de banda larga móvel, muito mais cara. Estou em crer que o programa Eescola, "empurrou" muitos portugueses para a utilização do serviço de internet móvel mais caro e limitado.

beijokense disse...

@Jamie
Os dados são do "Inquérito à Utilização de Tecnologias de Informação e Comunicação pelas Famílias" e estão disponíveis no INE, no Eurostat e na ANACOM.

O cómico (ou será o trégico?) da situação é, com base nestes dados, a imprensa portuguesa conseguir produzir o título "Portugal tem taxas de acesso à Internet superiores à média da União Europeia"!!!