15 abril 2009

MAPA JUDICIAL

Ontem foi a cerimónia de lançamento da reforma do mapa judiciário. Não sou jurista e, por isso, não me considero particularmente qualificado para ajuizar se a reforma é boa, má, ou se devia ter sido feita de outra forma. No entanto, pelo que já li e ouvi, esta reforma é uma boa notícia. Como referi várias vezes no "Medo do Insucesso Nacional", a reforma do sistema judicial é simplesmente essencial para a eficiência da Justiça. Afinal, convém não esquecer que o mapa judicial actual data do sécuilo 19, quando Portugal era um país completamente distinto do actual. O sistema judicial é um factor de descompetitividade da nossa economia e, por isso, a reforma agora iniciada é um importante passo no sentido de rectificar as ineficiências gritantes do sector. Parabéns ao governo por ter tomado esta iniciativa. Esperemos que resulte.

2 comentários:

ngaroupa disse...

Que reforma? Nao confundir um novo mapa judiciario com cosmetica... Uma cosmetica que ainda por cima so' vai estar totalmente operacional em 2011 ou 2012... Sete anos para deixar tudo essencialmente na mesma!!

Augusto Küttner de Magalhães disse...

Tem que se mexer. Temos que alterar, não só para e por alterar, mas por que se não é feito, é por que somos imoveis, se é feito, é mal feito. Já ouvi e li muitas criticas, mas....deixar tudo na mesma quando tantas duvidas temos e com razão do qe temos...