17 abril 2011

FORÇA NEGOCIAL

Um economista que defende (como eu já aqui argumentei e como o Ricardo Reis advoga aqui) que a posição negocial de Portugal com o BCE-CE-FMI não é tão má como às vezes pensamos ou nos é levado a crer.

8 comentários:

Joaquim Costa disse...

Boa Tarde (fuso horário de Portugal)

Costumo acompanhar este espaço de opinião com alguma regularidade, o quanto baste para estar actualizado do que aqui é dito.

Não posso deixar de fazer o seguinte reparo:

Não vi qualquer opinião sua em relação ao facto de o Dr. Passo Coelho ter convidado o Dr. Fernando Nobre para cabeça de lista do PSD pelo círculo eleitoral de Lisboa, e o facto de o mesmo assumir a presidência da Assembleia da Republica caso o PSD seja o partido vencedor nas próximas eleições legislativas.

Seria interessante comentar o facto de o Dr. Fernando Nobre ter já assumido publicamente que se não for para ser presidente da Assembleia da República, não assumir o lugar de deputado.

Em nome de alguma imparcialidade intelectual em relação à vida pública Portuguesa no seu todo, era interessante existir um certo pluralismo e não apenas uma tendência clara.

Como sou comprador dos seus livros, quero acreditar que a sua opinião é transversal às máquinas partidárias da qual não tenho qualquer ligação.

Estarei enganado este tempo todo?

kurtz disse...

Senhor Joaquim Costa,

Não sou advogado de defesa de ninguém, mas não posso deixar de lhe fazer também um reparo. O Doutor Álvaro Santos Pereira apresenta apenas factos nos seus posts. Se esses factos estão fortemente ligados a más governações socialistas, bem, é assim mesmo. Admiro muito este blog pela maneira como explica a situação económica portuguesa pela voz de alguém que, julgo eu, não tem nada a ganhar ao fazê-lo.

Nunca encontrei neste blog sugestões de voto neste ou naquele. Apenas factos. Se esses factos não convêm a certas personagens ou partidos politicos, paciência.

Joaquim Costa disse...

Meu caro Kurtz,

A verdade e os factos são sempre objecto da nossa subjectividade, que é fortemente influenciada por inúmeros fatores.

Para que fique claro, eu não sou nem nunca estive ligado à vida partidária, nem pretendo estar de forma alguma.

Quando falamos em factos, eu apresentei um: aqui nada se falou sobre o facto de o Dr. Fernando Nobre ter dito claramente que não estava disponível para ser deputado, apenas presidente da Assembleia da República.

Nas últimas horas, o Dr. Fernando Nobre já demonstrou disponibilidade para ser deputado caso não seja presidente da Assembleia da República, o que não deixa de ser interessante estas definições.

Francamente gostava que estes tópicos não fossem ignorados pelo Doutor Álvaro Santos Pereira, de quem tenho as melhores referências e gostaria de continuar a ter.

Em nota final meu caro Kurtz, se recuarmos na nossa curta história democrática,certamente teremos alguma dificuldade em escolher as piores atrocidades que ambos os partidos cometeram na sua governação,e isso é um facto.

Francamente, tanto um como outro partido não merecem qualquer credibilidade. E aqui, subscrevo inteiramente o que o Doutor Henrique Medina Carreira tem dito e escrito. Um grande exemplo de imparcialidade de opnião quer concordemos ou não com os seus conteúdos.

Zende disse...

Impressão minha ou as pessoas sem ligações a máquinas partidárias fazem comentários despropositados ao tema e coerentes com a propaganda dessas mesmas máquinas?

Joaquim Costa disse...

Quando o assunto não interessa à linha do discurso corrente, evoca-se logo a teoria da conspiração.

As máquinas partidárias é que têm o péssimo hábito de usar este tipo de procedimento: "o líder nada responde e os seus mais fieis seguidores vêm a público defendê-lo."

Outro facto...

Pelo menos nisto podemos ver alguma coerência, tal como a resposta a este comentário virá com o mesmo tom crispado.

Bem hajam porque assim fico eu a saber que este espaço de opinião é mais um de muitos que de imparcialidade nada têm, apenas uma certa tendência que está evidente e confirma-se.

Fico extremamente agradecido de ser tão bem esclarecido a este propósito.

As devidas saudações aos demais...

Zende disse...

O seu comentário vem em linha com comentários que encontro actualmente em jornais, revistas e blogs na net usando o caso politico do Dr. Fernando Nobre para responder a QUALQUER que seja o tema!

Acho que muitos portugueses podem se ter sentido enganados (ou não) pelo Dr. F.N. e na altura de votar lhe darão a resposta devida a ele e ao PSD, mas quando o caso é usado como arma de arremesso e para desviar atenção da mensagem principal, seja aqui seja onde for então a sua menção passa a ser ruído, visto que o autor deste blog não faz comentário de politiquice e espero que não comece agora.

Se o seu comentário foi apenas um interesse genuíno na opinião do autor em relação a um dado tema ainda que desviado da ideia do blog, peço desculpa pela suposição e sugiro um contacto directo com o autor para não passar por um ataque incendiário ou propaganda.

Cumprimentos

Joaquim Costa disse...

Meus caros...

Quando aqui comentei e sugeri que o autor deste espaço, Dr Álvaro Santos Pereira, a bem da pluralidade de opinião, deveria comentar alguns temas mais polémicos relativos à campanha do PSD, como a questão do Dr Fernando Nobre, acusaram-me de ter segundas intenções, supostamente ligadas ao partido socialista, pois bem meus caros, hoje dia 17 de Julho de 2011 a resposta está dada.

A mim não me surpreendeu que o Dr Álvaro Santos Pereira integrasse o novo executivo.

A tendência ideológica que emergia dos artigos confirma o que já suspeitava e não nenhum especialista. Apenas um anónimo atento.

O meu comentário não põe em causa, o bom trabalho desenvolvido neste espaço, mas efectivamente existiu a tal tendência e não foi inocente.

Joaquim Costa
Estudante

Joaquim Costa disse...

Considerem este comentário em detrimento do anterior realizado minutos antes.

Meus caros...

Quando aqui comentei e sugeri que o autor deste espaço, Dr Álvaro Santos Pereira, a bem da pluralidade de opinião, deveria comentar alguns temas mais polémicos relativos à campanha do PSD, como a questão do Dr Fernando Nobre, acusaram-me de ter segundas intenções, supostamente ligadas ao partido socialista, pois bem meus caros, hoje dia 17 de Julho de 2011 a resposta está dada.

A tendência ideológica que emergia dos artigos confirma o que já suspeitava e não sou nenhum especialista nem nunca fui membro partidário. Apenas um anónimo atento.

O meu comentário não põe em causa, o bom trabalho desenvolvido neste espaço, mas efectivamente existiu a tal tendência e não foi inocente. A mim não me surpreendeu que o Dr Álvaro Santos Pereira integre o novo executivo.

Vou guardar esta página porque realmente eu devo ser das poucas pessoas que previu o acontecimento.

Joaquim Costa
Estudante