14 janeiro 2011

DEBATE E ENTREVISTA

O debate de hoje sobre o estado do Estado pode ser seguido aqui às 10h da manhã. 
Mais tarde, estarei ainda na Sic Notícias para uma entrevista no Jornal das 22.

4 comentários:

António Parente disse...

Um dia em cheio: rádio, jornal e tv. Não se pode exigir mais.

Miguel Loureiro disse...

Caro Dr.
Gostei de o ouvir no Jornal das 22, mas sobretudo pelas duas balizas que estabeleceu para solução da crise:
Não cortar nos salários e manter a protecção social.
Ganhou um adepto e amanhã publico no Contra-facção o vídeo da mesma entrevista.

Alvaro Santos Pereira disse...

Caro Miguel

Muito obrigado. Uma das grandes tragédias da grave crise actual são exactamente os 600 mil desempregados (300 mil de longa duração), mais as dezenas de milhares de trabalhadores desencorajados (que não contam nas estatísticas do desemprego), e as centenas de milhares que optaram por emigrar.
É só lamentável que pouco se fale disto.

Abraço

Alvaro

Miguel Loureiro disse...

Caro Dr.
Olhe que o "povo" interessa-se pelo assunto. No meu blogue, em que falo no assunto sempre que é oportuno, o tema é o mais consultado, apesar de os meus comentários não serem de especialista.
E para isso é que é urgente e necessário soluções e só depois as Finanças, a Economia... apesar de eu saber que há correlação directa entre todas as áreas, mas para isso estão os especialistas.
Mais uma vez parabéns, mais pela humanidade que põe na análise e que não parece perturbada por partidarismos.
Conserve-se assim.