27 outubro 2010

A CHANTAGEM

Como já aqui avisei várias vezes, andamos a brincar com o fogo e não tarda muito para que o fogo se propague de forma irremediável. É lamentável, mas, mais uma vez, o governo coloca seus interesses à frente do interesse nacional.  No fundo, tanto o primeiro ministro como o ministro das finanças sabem que ficarão na História como sendo os principais responsáveis  pela maior crise financeira e económica que o país viveu no último século (e não, a crise não foi causada pela crise internacional, pois os problemas estruturais de Portugal vêm bem de trás). Por isso, na sua política de terra queimada e numa tentativa vã de se tentarem ilibar das suas responsabilidades, querem levar o país e o principal partido da oposição de arrasto para o abismo de uma insolvência ou do incumprimento do país. É tão simples quanto isto.

5 comentários:

Carlos Santos disse...

Comecei a seguir o seu blogue há algum tempo mas agora cansei-me. Acho-o panfletário. Não haverá mais desmitos do que as broncas com o actual governo? Para isto tenho os média, que todos os dias e a toda a hora dizem o mesmo que se diz aqui. Lamento, mas vou retirá-lo do Google Reader.
Cumprimentos.

Pirate disse...

Com os credores externos não se brinca...TdS dixit.
Com os "credores" internos que são todos os contribuintes portugueses já se pode brincar. Pode prometer-se este mundo e o outro antes das eleições e logo a seguir, quando o poder está garantido aumentar os impostos mesmo que isso implique a demissão do ministro das finanças, como foi o caso de Campos e Cunha...
Pode-se brincar, promotendo TGVs, novos aeroportos, PPPs a torto e a direito em vários sectores de actividade, auto-estradas para todo o lado e lado nenhum, mesmo que nelas não exista volume de tráfego que garanta a respectiva viabilidade.
Pode-se brincar não reformulando em nada o SPA, adoptando só medidas avulsas para português ver. mantendo institutos públicos redundantes, fundações às centenas, associações sem objectivo, nem objecto,etc...
Pope-se brincar à educaçãozinha com os Magalhães para a pequenada que já estão avariados de tanto a canalhada jogar e divertir-se ao invés de estudar...
Pode-se brincar aos ditadorzinhos com o camarada Hugo Chavez, fingindo fechar negócios de milhões que depois dão retorno de tostões...
Com os pobres contribuintes pode-se brincar à vontade, com esse povo sofrido e macambuzio, mas com os credores externos não se brinca....
Como eu o entendo Mr. Teixeira dos Santos...

Insurrecto Meditativo disse...

Panfletário é conseguir criar, só assim, argumentos que sustentem um Estado destes:

http://insurrectomeditativo.blogspot.com/2010/10/e-como-explicar-o-seguinte-grafico.html

Então, ninguém escreve/diz nada sobre tal evidência?

esseantonio disse...

O Carlos Santos reapareceu... Dizia-se por aí que estava zangado com o PS. Afinal, parece que era boato... Ainda por cima, como sempre, com aquele ar arrogante e malcriado.
Prof. Santos Pereira não tenha pena. Leitores, como este, não lhe farão falta...

democracia participativa disse...

Plenamente de acordo! Mas as mazelas já vem de há muito tempo, porque PSD também tem culpas no cartório ou não governou o PAÍS?
O PAÍS só se vai endireitar no dia em que os Portugueses perceberem que chega deste Carnaval Político.
POVO AO PODER é a solução.